Use as mídias sociais a seu favor. Saiba para que serve cada uma e como trabalhar com elas para atingir seus objetivos.

É fato que as mídias sociais, como o Facebook e Instagram, se tornaram um dos canais de comunicação e publicidade mais importantes do mundo – se não o mais importante. Qualquer um que queira crescer e aparecer PRECISA estar presente em pelo menos uma delas.

Mas como isso não é novidade para ninguém, está cada vez mais difícil competir pela atenção dos usuários nas mídias sociais e o trabalho de se destacar se torna sempre um desafio maior. Para não perder tempo (e dinheiro!), é preciso saber onde aposta.

Na hora de escolher onde começar a publicar, entre outras coisas, é preciso ter conhecimento avançado sobre seu público-alvo (hábitos e interesses) e entender as funcionalidades de cada rede para traçar estratégias certeiras e direcionadas para cada uma delas. É fundamental compartilhar o conteúdo adequado para cada site, com linguagem e comunicação visual alinhados ao público da rede.

Leia também:

5 coisas que o e-mail marketing pode fazer por você

Como marcar presença on-line: os tipos de banner

As 5 mídias sociais mais importantes e para que servem:

Facebook

Nunca na história da humanidade alguma mídia teve uma audiência tão grande quanto 1 bilhão de pessoas – nem os canais de TV mais famosos e as revistas mais lidas. Só o Facebook já ultrapassou essa marca com 1,7 bilhões de usuários ativos por mês e já é a maior plataforma de mídia social do mundo.

Esta é a rede social mais flexível, que permite postagens de diversos tipos e oferece muitas funções para os usuários: é possível desde criar o famoso “textão”, incluindo uma ou mais fotos e vídeos, até criar e compartilhar eventos e enviar mensagens particulares.

Com informações privilegiadas de seus usuários – como hábitos, gostos e dados demográficos precisos, consegue oferecer segmentações muito específica de público-alvo para quem patrocina posts ou cria campanhas de anúncios. E o retorno de uma campanha bem-feita é insuperável.

Lembre-se sempre que as mídias sociais não devem ser a base do seu negócio e que é sempre bom incluir links que levem os usuários para o seu site ou alguma outra página específica. Inclua botões de chamada para ação (call to action), invista em fotos bonitas (elas é que chamam a atenção do público para o post) e compartilhe informações de contato e endereço.

Instagram

O Instagram é uma rede social totalmente voltada para o mobile e criada exclusivamente para compartilhar fotos e vídeos curtos. Então não adianta inventar moda: as pessoas que fazem parte dessa rede querem ver fotos reais e, de preferência, com um bom apelo visual. Se não for assim, o esforço não vai valer a pena.

Campanhas de sucesso no Instagram geralmente são as que dão vida ao produto ou à marca, e que não estão vendendo ou oferecendo descontos. Aproveite o espaço para fortalecer a identidade da marca mostrando bastidores, o dia a dia, o time e o espaço de trabalho. Conte a história do seu negócio de forma visual.

As plataformas de publicidade são as mesmas do Facebook e compartilham as mesmas opções de segmentação. Considere investir em publicidade também nesse espaço.

Twitter

O SMS da internet acaba de aumentar o número de caracteres de seus posts – de 140 mudou para 280. Isso quer dizer que dá pra incluir um pouco mais de informação nos seus posts, mas o público continua o mesmo e quer mensagens diretas, sem enrolação.

Se chegar à conclusão que sua marca deve estar no Twitter (porque o seu público está lá), então invista em compartilhar novidades do segmento e links que levem para o seu blog ou site, de preferência. E não deixe de se manter atualizado para seguir a linguagem da rede e acompanhar os assuntos mais falados.

Investir em publicidade também pode ser uma boa ideia, desde que o seu público-alvo seja usuário ativo da rede.

LinkedIn

Este é o lugar certo para as empresas que tem um público B2B. O LinkedIn é a maior rede social profissional do mundo, com mais de 460 milhões de contas registradas. Mas é preciso estar atento porque este público, diferente das outras, não costuma estar logado o tempo todo.

Lembre-se que os usuários estão conectados para fins profissionais, então não vale a pensa investir em posts de entretenimento. Vale compartilhar as atualizações do blog, promover empregadores e vagas de emprego, contar a história da marca, interagir com as novidades do mercado, além de anunciar produtos e serviços B2B.

É possível investir em publicidade e pode ser que valha a pena. Mas é fundamental ter um objetivo muito bem alinhado, assim como conteúdo e público.

Pinterest

Para quem trabalha no ramo da moda, arte, design de interiores e tudo mais que tenha a imagem como apelo visual, o Pinterest é um ótimo lugar para estar e ganhar visibilidade entre colecionadores e quem mais estiver em busca de ideias.

Além de compartilhar as fotos e organizá-las, a plataforma permite incluir links. Aproveite esse espaço para promover vendas, aumentar tráfego e se tornar mais conhecido.  Os pins, como são chamados os posts, podem ser “repinados”, salvos em alguma coleção e compartilhados por mensagem.

Pesquise seu público, alinhe seus objetivos e escolha onde marcar presença. Estar em uma rede social não impede de fazer parte de outras, o que importa é estar onde seu público está e oferecer conteúdo de qualidade, pensado para ele.

Posts relacionados

O brasileiro na internet

Comparado com o resto do mundo, o Brasil é um país altamente conectado: 67% da nossa população tem acesso à internet, já nos outros países esse número cai para 53%, segundo o relatório Brazil Digital Report. Passamos a maior parte do tempo nas redes sociais,...

ler mais

Coisa Mais Linda, uma série poderosa

Título: Coisa Mais Linda Ano de produção: 2019 Distribuidora: Netflix Direção: Heather Roth e Giuliano Cedroni Quem indica: Carla Ramalho No final da década de 50, Maria Luiza, interpretada por Maria Casadevall, mora em São Paulo e é totalmente dependente dos homens...

ler mais
Share This