A essa altura do campeonato, a maioria da internet sabe quem é Jenifer e onde encontrá-la.

A música do cantor Gabriel Diniz viralizou nas últimas semanas, gerando muitos memes e trocadilhos.

Diante disso, o Burguer King percebeu uma oportunidade e a equipe de marketing bolou uma ação muito criativa.

Criaram um perfil no Tinder, o popular app de relacionamento mencionado na música, com o nome de Jenifer. A foto mostrava uma funcionária do Burguer King com o nome no seu crachá de identificação posando atrás de uma bandeja com lanches da rede.

A grande sacada era dar match com a Jenifer, assim o usuário ganharia cupons de desconto que poderiam ser usados em qualquer Burguer King.

Ouça a música que inspirou a ação:

O que podemos tirar disso tudo é: existem muitas maneiras de ser criativo na publicidade.

O grande problema é que a criatividade é esperada apenas dos… criativos. Isso limita a publicidade e muitos anúncios que poderiam viralizar acabam causando pouco impacto.

Ser criativo não é uma habilidade inata, é um hábito. É preciso exercer a criatividade todos os dias, independente da sua área de atuação.

A veiculação da ação do Burguer King saiu totalmente da tão falada caixinha. Um post no Facebook abordando o mesmo assunto, por exemplo, não teria nem metade do impacto.

Com criatividade é possível transformar a publicidade, mas isso depende do esforço de todas as (muitas) áreas envolvidas.

Desde a elaboração do conceito até a veiculação, é preciso esforço para obter resultados cada vez mais incríveis.

Posts relacionados

O brasileiro na internet

O brasileiro na internet

Comparado com o resto do mundo, o Brasil é um país altamente conectado: 67% da nossa população tem acesso à internet, já nos outros países esse número cai para 53%, segundo o relatório Brazil Digital Report. Passamos a maior parte do tempo nas redes sociais,...

ler mais
Coisa Mais Linda, uma série poderosa

Coisa Mais Linda, uma série poderosa

Título: Coisa Mais Linda Ano de produção: 2019 Distribuidora: Netflix Direção: Heather Roth e Giuliano Cedroni Quem indica: Carla Ramalho No final da década de 50, Maria Luiza, interpretada por Maria Casadevall, mora em São Paulo e é totalmente dependente dos homens...

ler mais
Share This